PistonCzar Spot

Abril 2, 2008

Injustiças – O grito de alerta

Filed under: Injustiças,Telhadela SA — pistonczar @ 6:43 pm

Hoje, tal como Maria Bethânia há alguns anos, também eu lanço um valente grito de alerta. E não é para vos azucrinar (palavra pela qual eu nutro algum interesse). Não. Nada disso. Então não é que o Jornal Beira Vouga publicou na sua mais recente edição (de 1 de Abril. E não é mentira!) uma crónica minha, que eu havia propositadamente adaptado para ser publicada por este quinzenário regional?

Sim senhor. Agora espero que todos vós, meus humildes vassalos, passem a referir-se a mim como cronista de jornal, que é sem dúvida um dos títulos que eu sempre sonhei ter. A crónica publicada podem lê-la aqui na edição on-line do referido jornal. Ide lá e regalai-vos.

Março 12, 2008

Filed under: Injustiças — pistonczar @ 3:20 pm

116.gif

Fevereiro 27, 2008

Injustiças – O espectáculo

Filed under: Injustiças — pistonczar @ 8:32 pm

Fica aqui um pedacinho da gravação de um concerto de Sérgio Godinho ao vivo no CCB. Não estive presente neste concerto, mas garanto a quem nunca assistiu a um concerto dele que é um espectáculo grandioso. Seja ou não no Music Hall.

Fevereiro 20, 2008

Injustiças – Os “Trabalhadores do comércio”

Filed under: Injustiças — pistonczar @ 8:01 pm

Hoje lanço a seguinte questão: “Ainda se lembram dos Trabalhadores do comércio?”

Quer se lembrem ou não, eu acho que debem tarquietinhos e caladinhos ou lebão nu fucinho.

Aquilo é que eram tempos…

Fevereiro 13, 2008

Injustiças – A Catarina Eufémia

Filed under: Injustiças — pistonczar @ 8:35 pm

 

As parangonas dos jornais de hoje poderiam ser algo como: “Catarina Efigénia Sabino Eufémia faz hoje 80 anos”. Porém como o mundo é injusto, esta ceifeira foi brutalmente assassinada, sendo que o seu carrasco, o tenente Carrajola disparou vários tiros de pistola contra ela, apenas porque ela e suas colegas estavam a reivindicar um pequeno aumento na sua jorna. No caso de Catarina Eufémia foi o suficiente para a sentenciar com a pena de morte. Aplicada sumariamente. Dá que pensar.

P.S.: O vídeo que ilustra este post contém a música “Cantar alentejano” de José Afonso, que foi escrito em honra de Cataria Eufémia, entretanto elevada à categoria de baluarte do comunismo português.

Janeiro 30, 2008

Injustiças – Os 100 posts

Filed under: Injustiças — pistonczar @ 7:29 pm

104.jpg 

Hoje lembro aqui uma das maiores injustiças que aconteceram nos últimos tempos e que vem durando desde Agosto passado. Falo obviamente da comemoração do centésimo post publicado num blog absolutamente abjecto e que por sinal é este mesmo.

Quando nos idos de Agosto de 2007 empreendi aquilo que poderia chamar-se com justiça “tentativa de escrever umas patetices na internet” nunca pensei que conseguisse escrever patetices com uma periodicidade diária (pelo menos nos dias úteis). Hoje, 100 posts depois (e consequentemente 100 patetices), apercebo-me que foi possível, e mais, apercebo-me que ainda me restam muitas mais patetices.

Fiquem por aí que eu ficarei por aqui. Pelo menos para já.

P.S.: Não sei se sabem, mas este é o meu 104º post. É bastante pateta celebrar o 100º post no 104º não é? É essa a patetice deste post.

Janeiro 23, 2008

Injustiças – Os avanços da medicina em Rio Tinto

Filed under: Injustiças — pistonczar @ 8:02 pm

Há alguns dias, numa revista pela secção de classificados de um jornal diário gratuito, encontrei isto:

 99.jpg

Então não é que Portugal tem um centro de investigação médica de ponta e ninguém me disse nada? E esse centro de investigação está logo localizado em Rio Tinto, uma cidade tantas vezes esquecida quando o assunto dos novos avanços da medicina vem à baila. Especialmente quando se trata de aumento peniano.

É essa injustiça que eu tento combater hoje.

Inquieta-me a expressão “pénis de sonho”. Quem raio sonha com pénis? Eu não.

Janeiro 16, 2008

Injustiças – O sistema digestivo

Filed under: Injustiças — pistonczar @ 8:13 pm

97.jpg 

Hoje escrevi uma carta a Deus. Queria envia-la mas não sei uma morada fiável (isso da omnipresença é muito bonito, mas há alturas em que não jeito nenhum). Por isso aqui fica. O senhor, como tudo vê, há-de conseguir vê-la, mesmo que não lhe interesse nada.

Algures num rectângulo retrógrado, vivendo o décimo sexto dia de Janeiro do ano do senhor de 2008

Caro amigo Deus,

Antes de mais peço-lhe (vou trata-lo por você, uma vez que se trata de um senhor) imensa desculpa por não saber o seu título académico – algo bastante valorizado neste rectângulo retrógrado (tal como o vê daí de cima), mas realmente não sei o que cursou na universidade, ou se chegou mesmo a estudar. 

Desde pequeno sempre me disseram que o senhor semeou perfeição e beleza por todas as coisas. Hoje escrevo-lhe para lhe dar conta que não é bem assim. Para além das muitas falhas que eu já detectei, e que não vou enumera-las aqui por mera falta de tempo (ou por preguiça, esse terrível pecado capital), vou debruçar-me apenas sobre o sistema digestivo de alguns indivíduos. Barafusto humildemente perante si, terno criador, porque acho que se enganou na montagem do sistema digestivo destes indivíduos. Na realidade funciona perfeitamente, porém montou-o ao contrário. Então não é que estes indivíduos sempre que abrem a boca sai merda? Poderia também falar no cheiro nauseabundo e no facto da entrada da comida ter de ser por algum lado (e se o sistema digestivo está montado ao contrário terão de comer por onde o meu bom senhor bem sabe), mas não o farei. Ficará para uma próxima oportunidade.

Cumprimentos celestiais,

            PistonCzar

Janeiro 10, 2008

Injustiças – Os Prefab Sprout

Filed under: Injustiças — pistonczar @ 8:35 pm

 

Hoje trago-vos de novo a música, para vos dar conta de uma banda que eu gosto bastante, mas que continuamente vem sendo olhada com desdém por parte da generalidade das pessoas. Falo obviamente dos Prefab Sprout que para além de ser um grupo tipicamente 80’s (algo que para mim é imediatamente uma qualidade) tem um repertório de canções plenas de musicalidade sempre acompanhadas de letras bastante interessantes e não raras vezes de uma grande inteligência e subtileza. Fica aqui o vídeo de “Hey Manhattan!”, presente no álbum From Langley Park to Memphis de 1988. Para além desta canção este álbum contém ainda outras canções incontornáveis desta banda, como por exemplo The King of Rock ‘n’ Roll e Cars and Girls. Ide ouvi-las também.

Só para que fiquem completamente esclarecidos, a escolha desta canção não teve nada que ver com o anúncio do governo português que a opção técnica e economicamente mais viável para o novo aeroporto internacional de Lisboa seria Alcochete (fica no entanto a faltar um estudo ambiental que ou muito me engano apontará a Ota como melhor hipótese. Mas estou só adivinhar). E há uns anos parece uns aviões chocaram contra umas torres em Manhattan e parece que aquilo machucou muita gente e tal. Garanto-vos que a escolha não teve nada que ver com isso. Mas poderia ter tido (é uma pena só agora me ter lembrado disso).

Outro aspecto que me pareceu interessante na conferência de imprensa do Sócrates foi que o Mário Lino passou o tempo todo cabisbaixo, parecendo que não querer enfrentar os jornalistas. Mas haverá alguma razão para isso? Quanto a mim não. Para o Sócates também não, daí que ele tenha reforçado a confiança em Lino dizendo que este teria todas as condições para continuar a chefiar o Ministério das Obras Públicas e Transportes. Neste ponto volto a concordar com o elenco governativo. O Mário Lino é um palerma que não sabe o que diz, logo tem todas as condições para continuar a ser ministro deste governo.

Janeiro 2, 2008

Injustiças – O desagradável

Filed under: Injustiças — pistonczar @ 5:29 pm

87.jpg 

Regresso. Return. Zurück.

يعود ادراجه
返回. 대문. Volver. Retour. Επιστροφη. Terug. Tornare. 復帰. Вернуться.
Como já devem ter reparado, o árabe está afastado de todos os outros. É a já costumeira mania do separatismo árabe. Quanto a mim, separatismo de três tipos: separatismo entre árabes e católicos como culturas disjuntas, separatismo do povo árabe entre si mesmo e separatismo do próprio indivíduo árabe. É realmente malta que só está bem a separar. Basta ver o recente atentado que vitimou Benazir Bhutto e a democracia paquistanesa – foi o exemplo acabado dos três tipos de separatismo: separou o sistema democrático paquistanês da possibilidade de ser democrático, separou o povo paquistanês (pelo menos os assassinos de Benazir dos milhares que compareceram nas cerimónias fúnebres) e separam-se – literalmente – em diversos pedaços os assassinos.
E depois quixam-se que os americanos querem acabar com a cultura árabe. Então não é que os árabes para além daquelas letrinhas todas esquisitas ainda por cima alinham-nas à direita? Bando de canhotos! E para cúmulo da pouca vergonha resistem a oferecer os seus poços de petróleo e eleger quem os americanos querem (marionetas sustentadas pela mão americana como convém). A partir destas premissas até o mais acérrimo defensor da cultura árabe terá que ceder à política americana para o Médio Oriente que parece ser algo do género:
We must kill them all before they kill themselves and we miss all the fun!
Algo que poderá ser traduzido como: Temos que os matar a todos antes que eles se matem a si próprios e nós percamos todo esse divertimento.
Vamos lá ajudar os americanos para que haja divertimento para nós também! Quem está comigo?
Página seguinte »

Create a free website or blog at WordPress.com.