PistonCzar Spot

Abril 9, 2008

Telhadela SA – A briosa

Filed under: Telhadela SA — pistonczar @ 6:41 pm

A briosa de Telhadela, ao contrário da de Coimbra que é preta e não é uma “caminete”, é uma “caminete” cinzenta clara que antigamente se passeava diariamente pela nossa bela aldeia. Esta “caminete” de marca Bedford e modelo TJ, era (e tanto quanto sei continua a ser…) detida pelo “ti” Tavo, que a conduzia de uma forma no mínimo invulgar. O “ti” Tavo mantinha a sua briosa “caminete” no rolantim em todas as descidas, acelerando apenas um pouco nas subidas, o que resultava num “tram-tram-tram-tram…” absolutamente inconfundível e que faz parte do meu imaginário infantil mais remoto.  

Há uns dias reparei com grande desilusão no estado actual da “nossa” memorável briosa, que está votada ao abandono num pinhal, coberta por um plástico. Ao olhar para o estado decrépito da briosa, fiquei triste e apercebi-me que também ela depois de ter passado por um período áureo na sua juventude e maturidade, estava abandonada na sua velhice. Uma parábola aos tempos modernos, assunto que foi justamente lembrado recentemente pelo presidente de todos nós. Sim, sim, aquele que tem dificuldades com fatias de bolo-rei.

P.S.: Fica prometida para amanhã uma fotografia da briosa no seu estado actual.

Update: Estes marmelos do WordPress alteraram o layout de tal forma que eu não consigo inserir uma mísera imagem no post. Eu bem que tentei! Acreditem. 

Update 2: Finalmente consegui colocar a imagem da briosa. Estava a ver que não!

Advertisements

2 comentários »

  1. ainda me lembro dessa caminete dar a volta a telhadela ao relantin… o tempo passa as pessoas partem mas ainda bem que ha o Telhadela sa para nao deixar esquecer

    Comentar por CSI-TELHADELA — Abril 16, 2008 @ 1:53 pm | Responder

  2. Caro cronista: há algum tempo que não visitava este blog, foi com alguma saudade que reparei neste post sobre a “briosa”.
    Gostei daquilo que foi dito e tenho uma correcção a fazer, a “briosa” não é cinzenta clara mas sim cor beje, faltou ainda referir o buzinar constante que lhe era característico.
    Quanto ao estádo em que a falada “caminete” se encontra tenho a dizer que, realmente está abandonada, já o mesmo não se poderá dizer do seu proprietário o “ti Tavo”. Como diz a sabedoria popular “vão-se os aneis e ficam os dedos”.
    Deixo ainda uma sugestão: porque não colocar a “briosa” em lugar de destaque no centro da nossa querida aldeia para que os mais novos possam contemplar um pouco do nosso património histórico?

    Comentar por entendido na matéria — Junho 10, 2008 @ 2:21 pm | Responder


RSS feed for comments on this post. TrackBack URI

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

%d bloggers like this: