PistonCzar Spot

Janeiro 15, 2008

Telhadela SA – O mau cheiro

Filed under: Telhadela SA — pistonczar @ 8:12 pm

96.jpg 

Primeiro de tudo, não comecem já a tirar conclusões precipitadas devidas à associação indevida entre as palavras do título deste post. Para que fique bem claro, Telhadela não só não cheira mal, como se poderá até dizer que cheira bem. Especialmente quando eu lá estou. Mas… adiante.

Em Telhadela, há muitos muitos anos, havia um homem, que sendo paraplégico não conseguia mexer as pernas. Até aqui nada de novo. O facto digno de nota é que antigamente as cadeiras de rodas não eram tão vulgares como são hoje, tendo o tal indivíduo que empreender a construção de uma cadeira especial para se pôr à janela para, como se diz na gíria, ver a banda passar. Essa cadeira, uma vez que havia sido feita de propósito para tal indivíduo (podendo ele escolher os extras que mais lhe convinham), continha algo que dá jeito a qualquer um de nós, especialmente nos seus momentos mais apertados. Falo obviamente de uma retrete. Essa retrete era provida de um recipiente onde eram armazenados os dejectos do seu detentor, esperando lá dentro até que fossem levados para serem alimento para couves. Há que dizer aqui que, receando a solidão dos seus dejectos, este indivíduo raramente os deixava sem a companhia de alguns seus semelhantes.

Certo dia, estando o nosso amigo à janela, passaram pela rua em frente à sua janela duas senhorecas que sentindo um certo aroma a merda, exclamaram entre si: “Que cheiro à merda!”. O nosso amigo, que não era de se ficar, respondeu-lhes à letra: “Pois… passam por cá vacas amiúde!”. E as senhorecas lá se foram embora, digerindo a custo aquilo que tinham acabado de ouvir (e escusavam de ter ouvido!).

Create a free website or blog at WordPress.com.