PistonCzar Spot

Janeiro 8, 2008

Por aí – A pélvis

Filed under: Por aí — pistonczar @ 8:47 pm

91.jpg 

Hoje comemoro aqui o aniversário do nascimento do inventor da pélvis. Antes dele ninguém sabia que este conjunto de ossos existia. Apenas porque a maior parte das pessoas não fazia uso deles. Falo nada mais nada menos de Elvis Presley. Não foi por acaso que este sujeito ficou conhecido (embora que a contragosto…) pelo epídeto “Elvis, the pelvis”, devido à maneira bastante peculiar como dançava nos seus early years. Dança essa que, segundo vi num filme, foi inspirada no caminhar de uma criança deficiente. E se apareceu na televisão tem que ser verdade. Afinal de contas não há nada que passe na televisão que seja verdade.

Elvis nasceu em East Tupelo e tinha um irmão gémeo mais velho que fatalmente nasceu morto. Este caso parece até ter motivado Vernon (o alcoólico pai de Elvis) a virar-se para Gladys (a alcoólica mãe de Elvis) no momento entre o nascimento dos dois gémeos e dizer-lhe carinhosamente: “Agora vê lá se matas este também. Já não temos mais nehum de sobra! Este é o nosso último gémeo. Acabou a margem de erro!”

Agora falando sério, Elvis foi para mim o maior intérprete de canções de sempre, sendo que me parece que até as canções do Tony Carreira assentariam maravilhosamente (e isto não é dizer pouco…) na sua pujante voz. Não é que assentem mal na voz do Tony. Eu só desejava é que o Tony fosse surdo. E careca.

Vejam lá que eu sou tão poderoso que enquanto nós falamos o Tony já se tornou careca. Vede e verificai com os vossos próprios olhos como ele usa um capachinho. Cuidado Tony porque parece que os teus dias de cantor romântico estão prestes a acabar. É só uma questão de eu querer.

Agora é que eu vou mesmo falar sério, se fosse vivo Elvis faria hoje 73 anos. Mas se estivesse vivo não seria o Elvis. Seria apenas um velhote patético. Como todas as estrelas de rock n’ roll que se deixam envelhecer sem se matarem antes. Cambada de palermas! É mesmo falta de vontade de ficar para a história. Não sei o que a história acha disto, mas se fosse comigo eu ficaria aborrecido.

Como sou incapaz de falar a sério, remato com a frase que me parece ser a súmula do que foi Elvis: “Before Anyone Did Anything, Elvis Did Everything”. Tenho escrito.

Create a free website or blog at WordPress.com.